Criança de 12 anos morre ao brincar com revólver, em Goiás

O garoto Alifer Gomes da Silva morreu ao ser baleado quando brincava com arma de fogo, na quinta-feira (08), na cidade de Santa Helena de Goiás.

O adolescente de 12 anos,  foi atingido acidentalmente enquanto brincava com uma arma de fogo na casa de um amigo. O revólver calibre 38 pertencia ao pai do colega de Alifer e não tinha registro.
O homem era foragido da Justiça por homicídio.

O menino foi socorrido pelo avô, mas morreu a caminho do hospital/Radio Vitória
O tiro acidental aconteceu depois que os amigos decidiram brincar com um revólver que estava em uma cômoda. Enquanto mexiam na arma, ela disparou, atingindo o garoto no peito. O menino foi socorrido pelo avô, mas morreu a caminho do hospital.

A polícia tenta agora descobrir quem foi o autor do disparo: o próprio Alifer ou o amigo, cuja identidade foi preservada e tem 12 anos.
Tanto o jovem quanto o dono do revólver devem responder por homicídio culposo, sem a intenção de matar.

De acordo com o Distrito Policial, "as pessoas com mais de 12 anos já são adolescentes, podem cometer ato infracional e receber pena sócio-educativa". Uma das medidas contra o garoto pode ser a internação provisória, ainda segundo as autoridades.