CNH digital valerá a partir de fevereiro. Veja como fazer a sua

A partir de 1º de fevereiro, entrará em vigor a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
A carteira virtual terá o mesmo valor do documento impresso. A diferença é que a versão eletrônica poderá ser acessada por meio de um aplicativo em smartphones.

Vale salientar que a CNH-e não é obrigatória, ou seja, se você não quiser, não precisa aderir. A carteira impressa continuará valendo e sendo emitida normalmente.

A CNH digital não é obrigatória. Imagem:Agencia RBS
Para usar o serviço, é preciso ter a versão da CNH impressa emitida a partir de 2 de maio de 2017, que tem um QR Code (código escaneável em aparelhos eletrônicos) na parte interna.
Quem não tem essa versão pode optar por esperar até o momento da renovação do documento ou fazer uma segunda via.

Quem escolher circular com a versão eletrônica precisa ficar atento à bateria do smartphone. Para efeitos de fiscalização, se o aparelho estiver descarregado, será considerado que a CNH não está com o motorista. 

Neste caso, o condutor será autuado com base no artigo 232 (conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório).

Como pedir a CNH-e? E o app? Veja o passo a passo:

1. Verifique se sua CNH de papel foi emitida a partir de maio de 2017. Se sim, ela deverá possuir um "QR Code", uma espécie de código de barras em formato quadrado no verso. Se tiver, vá ao próximo passo. Se não tiver, aguarde pelo momento da renovação.

2. Tem o QR Code na CNH? Faça o cadastro no Portal de Serviços do Denatran.

Passo a passo como fazer a CNH digital


3. Fez o cadastro? Baixe o aplicativo da CNH Digital na iTunes (iOS) ou PlayStore (Android).

4. Baixou? Verifique se você já possui o "certificado digital" pelo app. Não tem? Então visite o Detran de emissão da sua CNH impressa e garanta o cadastro.

Outra opção é emitir junto a empresas que prestam este tipo de serviço. Quem tem e-CPF, por exemplo, já possui o certificado e não precisa de outro.

5. Com todos os itens anteriores garantidos, solicite o código de ativação para a CNH Digital, que será enviado por e-mail.

6. No aplicativo, use a senha de acesso ao Portal do Denatran (o login é seu CPF) e digite o código de ativação.

7. O app vai pedir a criação de uma senha simples, de quatro números, que o usuário precisará digitar toda vez que acessar a CNH-e.


Após todos esses passos, o aplicativo exibe uma reprodução da frente, verso e do "QR Code" da CNH. Esta exibição é que permite ao motorista deixar a CNH de papel em casa.

Com a "CNH inteligente" também será possível ter acesso rápido e offline, pelo celular, ao histórico de infrações do condutor.

Alterações na versão impressa

Mais uma alteração promovida, ou pelo menos anunciada em 2017, é que a versão impressa também passará por mudanças até 2019.

Novo modelo da CNH com chip. Imagem: Ministério das Cidades/Divulgação
O documento deixará de ser confeccionado em papel e passará a ser de plástico, com chip e código QR integrados e funcionamento inspirado nos cartões de crédito.

Fonte: Denatran/Ministério das Cidades