12 coisas que você precisa saber sobre raios

O verão é a época do ano em que mais pessoas morrem atingidas por raios: 45% das mortes por raios no Brasil são nessa estação do ano, segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

A cada 50 mortes por raios no mundo, uma é no Brasil, o país campeão mundial em incidência do fenômeno.
São em média 130 mortes, mais de 200 feridos por ano e prejuízos anuais da ordem de um bilhão de reais no país.

Imagem registrada por Rafael Magalhães Coutinho em Campinas/SP em dezembro de 2016
Vale a pena se informar melhor sobre essas descargas elétricas. Conheça 12 coisas que você precisa saber sobre raios:

1 - O que é um raio e como ele se forma

O raio é uma descarga elétrica de grande intensidade que ocorre na atmosfera.
A intensidade típica de um raio é de 30 mil Ampères, cerca de mil vezes a intensidade de um chuveiro elétrico. A descarga percorre distâncias da ordem de 5 km.

Ele se forma dentro das nuvens de tempestade, ou nuvens Cumulonimbus, a partir de cargas elétricas geradas pelo choque de partículas de gelo dentro destas nuvens.
Quando essas cargas atingem certas quantidade, surge uma faísca que dá início a um raio.
A medida que essa faísca se aproxima do solo, inicia-se uma descarga do solo para a nuvem. Quando as duas se unem, acontece o raio.

Curiosidade: A nuvem Cumulonimbos se diferencia das outras por ser verticalmente mais extensa. Ela se forma a 2 quilômetros de altura do solo e se estende até 18 quilômetros acima.



Essas descargas também podem ocorrer no interior de uma nuvem, entre duas nuvens e de uma nuvem para o ar.
Em geral, quando os raios acontecem eles provocam um clarão e logo em seguida um barulho, denominado trovão, devido ao deslocamento de ar.

2 - Qual a duração de um raio?

Um raio pode durar até dois segundos, mas dura em geral cerca de meio a um terço de segundo. No entanto, cada descarga que compõe o raio dura apenas frações de milésimos de segundos.

3 - Qual a diferença entre relâmpagos e raios?

Relâmpagos são todas as descargas elétricas geradas por nuvens de tempestades, já os raios são somente as descargas que se conectam ao solo.

4 - A que distância pode-se ouvir o trovão?

Um trovão dificilmente pode ser ouvido se o raio acontecer a uma distância maior do que 20 quilômetros.


5 - O trovão oferece algum perigo?

Embora o som ensurdecedor de um trovão assuste a maioria das pessoas, em geral ele é inofensivo. Contudo, o deslocamento de ar pode derrubar uma pessoa que esteja muito perto do local de incidência do raio, podendo até causar sua morte.


6 - Como saber se o raio caiu perto?

A luz produzida pelo raio chega quase instantaneamente à visão de quem o observa. Já o som (trovão) demora um bom tempo, pois a sua velocidade é menor.
Para obter a distância aproximada da queda do raio, em quilômetros, basta contar o tempo (em segundos) entre o momento em que se vê o raio e se escuta o trovão e dividir por três.


7 - O raio pode atingir locais diferentes no solo?

Sim, um raio é formado por mais de uma descarga e algumas delas podem atingir o solo em locais diferentes. Em cerca de 50% dos raios, mais de um ponto é atingido no solo.

8 - Um raio pode cair duas vezes em um mesmo lugar?

Pode. Geralmente os raios caem mais de uma vez em um mesmo local quando este apresenta grande incidência de raios. Como exemplo podemos citar o monumento Cristo Redentor, que é atingido anualmente por cerca de seis raios.

9 - Um raio pode atingir diretamente uma pessoa?

A chance de uma pessoa ser atingida diretamente por um raio é muito baixa, sendo em média menor do que 1 para 1 milhão

Contudo, se a pessoa estiver numa área descampada embaixo de uma tempestade forte, esta chance pode aumentar em até 1 para mil. Entretanto, não é a incidência direta do raio a maior causadora de mortes e ferimentos. 

Na maioria das vezes, as pessoas são atingidas por correntes indiretas dos raios que vem, por exemplo, do chão. Nos casos, raros, em que são atingidas diretamente, a morte é instantânea.

10 - Se uma pessoa for atingida por um raio, o que pode acontecer?

A corrente do raio pode causar queimaduras e outros danos a diversas partes do corpo. A maioria das mortes de pessoas atingidas por raio é causada por parada cardíaca e respiratória. 
Grande parte dos sobreviventes sofre por um longo tempo de sérias sequelas psicológicas e orgânicas.


11 - Qual o local com maior incidência de raios no Brasil?

A região entre Coari e Manaus é a região que mais tem raios do Brasil. A região amazônica deverá ter um aumento na incidência do fenômeno nas próximas décadas.


12 - Por que o Brasil é o país campeão mundial em incidência de raios?


No Brasil, caem 50 milhões de raios por ano e a explicação é geográfica: é o maior país da zona tropical do planeta - área central onde o clima é mais quente e, portanto, mais favorável à formação de tempestades e de raios.

Essa você não sabia:

Se você estiver em um local sem um abrigo próximo e sentir que seus pelos estão arrepiados, ou que sua pele começou a coçar, fique atento, já que isto pode indicar a proximidade de um raio que está prestes a cair.
Neste caso, ajoelhe-se e curve-se para frente, colocando suas mãos nos joelhos e sua cabeça entre eles.
Não fique deitado.


Dos 3,15 bilhões de raios que golpeiam a Terra e seus habitantes durante um ano, 100 milhões deles vêm desabar em terras brasileiras. 
O número, divulgado em 2016 por uma equipe de cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos, São Paulo, não é superado por nenhum outro país. 
E ficou bem acima das estimativas que davam conta de 30 milhões ao ano. Agora, sabemos com segurança: em quantidade de relâmpagos, ninguém segura este país.

Assunto bem interessante, não é mesmo? 

Fonte : Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE