Herói por um dia: para ajudar desconhecida, gari pula em rio para segurar um ladrão

Uma atitude inusitada transformou Pedrinho Misch em herói por um dia. O rapaz trabalha na empresa VT Engenharia, responsável pela coleta de lixo em Videira, no oeste catarinense. Sua rotina de todas as noites é esvaziar cestos, correr atrás do caminhão de lixo e lançar sacos pelas ruas.

Essa rotina foi quebrada na noite de segunda-feira (06), próximo das 23 horas, quando ouviu um grito de mulher pedindo socorro.


Ao perceber que um rapaz furtou um celular de um estabelecimento próximo, passou a correr atrás do ladrão que entrou no mato e se jogou no Rio do Peixe para se esconder.

Pedrinho se jogou também e foi até uma ilha no meio do rio. Catou o malandro trazendo-o para a rua pelo colarinho.
Ali, deu voz de prisão e, como cidadão de bem, aguardou a chegada da Polícia Militar para entregá-lo.

Pedrinho Mirsh -Imagem: Polícia Militar de Videira/Divulgação
Em entrevista para a Rádio Videira, Pedrinho disse que "não pensou, apenas agiu e saiu atrás do ladrão".
"Como ninguém sabia nadar, eu me joguei dentro da água e fui até o outro lado da ilha para pegar ele."

Pedrinho, comentou que não ficou com medo, na hora apenas pensou em ajudar recuperar o celular furtado da senhora. "Apenas fiquei preocupado se ele tivesse junto uma faca, no escuro não conseguia ver nada".

Com as chuvas do último fim de semana, o rio estava cheio e com bastante correnteza. Pedrinho conta que o homem em momento algum tentou reagir, o que demonstrou que estava com bastante medo.

"Fiz para ajudar". Imagem: Rádio Videira
Conforme o delegado Jeferson Prado, que fez o flagrante, o rapaz segurou o suspeito e auxiliou a Polícia Militar.
"Ele não mediu esforços e pulou no Rio do Peixe. Mostrou coragem, desprezando o frio, a correnteza e foi atrás do homem para auxiliar a polícia", disse Prado.

Quando perguntado o que motivou sua atitude, a resposta surpreende: ""Fiz para ajudar. É difícil acontecer isso, maioria das pessoas ficam apenas vendo com medo, e eu na hora não sei o que me deu e fui lá para ver se consegui ajudar".