Cavalo comete um 'crime' e vai parar atrás das grades, no Sergipe

É a velha frase: Quando penso que já vi de tudo....
Um cavalo foi literalmente preso pela Polícia Militar na cidade de Nossa Senhora Aparecida, no Sergipe, pelo simples fato de dar dado um coice em um veículo.

O dono do animal,  o engenheiro civil Wiliams Francisco dos Santos,  estava em uma vaquejada, no último domingo (12), quando outras pessoas pediram para passear com o animal.
“Não vi problema em emprestar. Um rapaz saiu para dar uma volta o cavalo se assustou e deu um coice, que atingiu a porta do veículo de uma mulher. Em seguida, um policial pegou o cavalo e o levou para a delegacia”. ("Teje preso cavalo".)


O animal passou a noite atrás das grades pelo crime de dano/Divulgação
O policial levou o animal para a delegacia e o trancou em uma cela, informando que ele só seria liberado na segunda-feira (13).
“Quando eu cheguei na delegacia o cavalo estava em uma cela, como se fosse um marginal. Ele estava sem comida, sem água e em um espaço onde não podia ser mexer",  desabafou Wiliams.

O engenheiro ficou revoltado, registrou um boletim de ocorrência e disse que vai entrar na Justiça.
Ele precisou pedir ajuda para uma ONG de proteção aos animais para tentar soltá-lo. O que só aconteceu na tarde de segunda-feira. Ele foi liberado, mas ficou mancando de tanto ficar sem se mexer, relatou o proprietário.

O capitão da Polícia Militar local e comandante do policiamento no município, disse que o animal passou a noite na delegacia porque o dono se recusou a admitir a responsabilidade e culpou a motorista por ter estacionado na área da festa. “O cavalo deu um coice na porta de um veículo, sendo utilizado como meio para cometer o crime de dano. E foi conduzido à delegacia para que fosse realizado o procedimento”, disse. ("Será que interrogaram o cavalo?")


Na tarde desta terça-feira (14), o proprietário de Faceiro, como é chamado o animal, divulgou
 a foto do cavalo em um sítio. Imagem: Wiliams Francisco
A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) informou no final da manhã de terça-feira (14), que por uma decisão administrativa, afastou o capitão da Polícia Militar, Vagno Passos, comandante do policiamento no município de Nossa Senhora Aparecida (SE).

O oficial vai permanecer trabalhando na sede Batalhão da Polícia até a conclusão da rigorosa apuração refere à denúncia de maus tratos supostamente sofridos pelo animal e as circunstâncias que motivaram a ação policial.
Globo.com