Absurdo: 'Mamografia não é urgência', diz Secretário de Saúde de Santa Catarina


Suspensos desde o fim de outubro, quando um equipamento que digitaliza imagens estragou, os exames de mamografia e raio-X de pacientes eletivos do Hospital Tereza Ramos em Lages, na Serra catarinense, não têm data para serem normalizados. Enquanto isso, o hospital deixa de realizar cerca de 100 atendimentos diários.

Em matéria que foi ao ar no programa Bom Dia Santa Catarina de quarta-feira (15), o secretário da saúde do estado Vicente Caropreso disse em alto e bom som que “Mamografia não é urgência. Alguns outros exames às vezes são, como tomografia. Nós vamos priorizar sempre os aparelhos que forem realizar exames de mais urgência, mas não deixa de ser preocupação para nós”.

O que dizer depois de ouvir essas palavras? e de um secretário da SAÚDE? Ele demonstrou claramente que não se importa que o câncer de mama seja o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil.

Vicente Caropreso, em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina/Reprodução
Um estudo realizado durante 14 anos pela equipe médica do Hospital do Câncer de Barretos (SP) revelou que a taxa de mortalidade entre mulheres por câncer de mama e por câncer de colo de útero caiu 42,85% e 34,88%, respectivamente, devido ao diagnóstico precoce através de exames preventivos

Diagnóstico precoce

A avaliação precoce é considerada pelos médicos o principal fator de sucesso no tratamento contra o câncer – de qualquer tipo.

Um diagnóstico eficaz, no entanto, depende de uma rede de saúde capaz de amparar essas mulheres em todas as necessidades, desde os exames de rotina às terapias intensivas. “Vivemos uma crise na saúde pública em que as mulheres não têm acesso aos exames, mamografia, ecografia mamária”, afirma o oncologista Márcio Paes.

“A demora é o que torna tudo pior. O acesso (à saúde) define a chance de cura. Aumenta de 90% a 95%.”, afirma o médico.

Se para o secretário, a mamografia não é um exame urgente, então porque ele não explica as tantas campanhas sobre a prevenção do câncer de mama, principalmente o Outubro Rosa?
Lamentável...(para não dizer outra coisa).