Crime ambiental: polícia flagra rinha de galos em cidade catarinenese

O Ministério Público divulgou nesta sexta-feira (13), a informação de um flagrante de crime ambiental ocorrido na cidade de Tijucas/SC, a 50 km de Florianópolis, no último dia  06.

A Polícia Militar, juntamente com a Ambiental, flagrou 41 pessoas em uma rinha de galos, entre eles 4 adolescentes, que estavam atentos ao duelo de dois galos, já postos no equipamento conhecido como tambor (o local das brigas).

Divulgação
Também foram localizadas 54 aves presas em baias individuais para serem usadas em outras brigas e um galo já morto.
A prática configura crime de maus tratos a animais, previsto na Lei de Crimes Ambientais.

41 pessoas foram presas e irão responder por crime ambiental.PMSC/Divulgação
A fiscalização encontrou ainda uma série de acessórios utilizados nas rinhas, como esporas, biqueiras, equipamentos, seringas e medicamentos. Nos fundos do local havia uma pequena criação de aves para uso futuro.

Paraná

No último sábado, 07 de outubro, a PM Ambiental do Paraná também localizou e fechou uma rinha de galos em Cruzeiro do Oeste, no noroeste do Paraná, em uma propriedade rural. 29 pessoas foram detidas.

No Paraná, as 70 aves que estavam vivas foram levadas para uma instituição/Divulgação

Segundo os policiais, 72 aves foram apreendidas, além de bicos metálicos, esporas plásticas e medicamentos para serem aplicados nos animais. Dois galos já estavam mortos.

Os 70 galos que estavam vivos foram levados para uma instituição que dá apoio ao trabalho da Polícia Ambiental.