Canoinhas amarga o 3º mês consecutivo com saldo negativo na geração de empregos

O CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - do Ministério do Trabalho, divulgou nesta quinta-feira (19), o balanço da geração de empregos relativo ao mês de Setembro/2017, no país.

Santa Catarina teve saldo positivo no mês, colocando o estado como o 2º melhor estado do Brasil na quantidade de empregos gerados no período.

Os setores que mais tiveram geração de emprego foram o da indústria (2.696 vagas), o de serviços (2.501) e o do comércio (2.072). Outros que se destacaram foram a agropecuária (416) e a construção civil (386). Os dados são referentes a municípios com mais de 30 mil habitantes.

Desde agosto, o saldo de geração de empregos em Canoinhas é negativo.
Em Canoinhas, pelo terceiro mês consecutivo, o saldo de geração de empregos foi negativo.
Em setembro, a variação foi de -0,48% . A variação mensal toma como referência o mês anterior.


Canoinhas Online fez um balanço dos últimos três meses, coletando dados oficiais divulgados pelo CAGED.
* O saldo refere-se ao resultado entre admissões e demissões, ou seja, o número efetivo de novas vagas criadas.

Julho

Canoinhas 
Saldo=  -53
Variação= -0,52%

Mafra
Saldo= 19
Variação= 0,16%

Porto União
Saldo= 29
Variação= 0,55

Rio Negrinho
Saldo= -53
Variação= -0,52%

São Bento do Sul
Saldo= 55
Variação= 0,50%

Agosto

Canoinhas 
Saldo=  -21
Variação= -0,21%

Mafra
Saldo= 96
Variação= 0,82%

Porto União
Saldo= -8
Variação= -0,15%

Rio Negrinho
Saldo= 6
Variação= 0,05%

São Bento do Sul
Saldo= 36
Variação= 0,14%

Setembro

Canoinhas 
Saldo=  -48
Variação= -0,48%

Mafra
Saldo=+41
Variação= +0,35%

Porto União
Saldo= 18
Variação= 0,34%

Rio Negrinho
Saldo= 17
Variação= 0,15%

São Bento do Sul
Saldo= 21
Variação= 0,08%

Em Canoinhas, foram 347 demissões no mês de setembro. O setor que mais demitiu foi o do Comércio Varejista, seguido do setor de Produção.
Nos últimos 12 meses o saldo de geração de emprego no município também tem saldo negativo de 0,19%.
É a crise???

Fonte: CAGED/Ministério do Trabalho