Vereadoras vestem a camiseta do movimento "Sim à Vida" e ressaltam a importância das campanhas de conscientização

As vereadoras Zenici Dreher (PR) e Camila Lima (PMDB) vestiram, literalmente, a camisa do movimento canoinhense "Sim à Vida".
Na sessão da última segunda-feira (04), fizeram uso da palavra  para ressaltar a importância das campanhas de conscientização do mês de setembro. 

As vereadoras Zenici Dreher (PR) e Camila Lima (PMDB) destacam importância das campanhas de conscientização do mês de setembro/Divulgação
Neste mês, ocorrem as campanhas “Setembro Amarelo”, sobre a prevenção do suicídio, e a campanha nacional de segurança no trânsito. 

Para ampliar o debate acerca das ações de conscientização, as vereadoras realizaram indicação direcionada à presidente da Câmara Mirim, Brenda Komochena, para que os estudantes possam debater os assuntos na próxima sessão. 

A vereadora Zenici Dreher (PR) comentou que, apesar do simbolismo em vestir a camiseta do movimento, também é necessário realizar atividades práticas com relação ao tema e ampliar o debate à respeito da prevenção ao suicídio. “Nós temos que ter atitude com relação ao tema também, então nós combinamos de trazer essa discussão à Câmara Mirim”, afirmou. 

Zenici comentou que a campanha “Setembro Amarelo” tem como objetivo direto alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Em vigência desde 2014, as ações de conscientização trazem abordagens no ramo da saúde, porém também envolvem outras áreas. “Várias entidades podem fazer essa reflexão, no sentido do acolhimento e da prevenção ao suicídio”, comentou. 

Setembro é o mês mundial de campanha para a prevenção ao suicídio.

A vereadora Camila Lima (PMDB) relatou que a indicação busca dar destaque às duas campanhas que ocorrem em setembro, principalmente entre o público jovem, por meio dos vereadores mirins. “Eles são nossos representantes nas escolas, para falar com o público jovem. Se a gente começar a conversar desde cedo, vamos colher os frutos daqui dez anos.”

Em relação à campanha “Setembro Amarelo”, Camila comentou que é importante lembrar “que a prevenção não se limita à rede de saúde.” “Nós temos uma demanda muito alta e a gente precisa fazer o acolhimento das pessoas”, relatou. 

A vereadora também lembrou de ações propostas por uma cartilha do Conselho Federal de Medicina para a promoção da qualidade de vida. “A gente poderia realizar grupos de autoajuda, utilizar a conversa e campanhas preventivas”, sugeriu.