Três Barras realiza caminhada contra o suicídio

Para alertar a população e ressaltar a necessidade e as formas de prevenção ao suicídio, profissionais e pacientes do Centro de Atenção Psicossocial saíram a diversas ruas do distrito de São Cristóvão na manhã de quarta-feira (13).

A mobilização alusiva à campanha nacional Setembro Amarelo, realizada desde 2014 pelo Ministério da Saúde, teve o reforço da equipe Estratégia Saúde da Família (ESF) 006, da Unidade Básica de Saúde Ailton Mendes (Posto Amarelo). 

A ação fez parte das atividades programadas pela prefeitura de Três Barras, por meio da secretaria de Saúde, para debater o assunto junto à comunidade. 

Participantes durante caminhada contra o suicídio pelas ruas do distrito de São Cristóvão/Divulgação
Com gritos de motivação e portando balões amarelos, cartazes e faixas com a frase “Valorização pela vida”, os cerca de 40 participantes também visitaram alunos e professores da Extensão I da Escola Básica Municipal João Pacheco de Miranda Lima (Caic). O itinerário ainda contou com passagens pelas unidades de saúde 004 (Posto Azul), Dr. Mário Mussi e Ailton Mendes.

Importância da mobilização

Considerado problema de saúde pública no país, o suicídio está relacionado a problemas psicológicos e a fatores sociais, ambientais, culturais e genéticos.

Como forma de aderir à mobilização nacional e auxiliar nos debates sobre o assunto, o município de Três Barras, através das equipes de atenção básica em saúde, está promovendo ações em diversos pontos da cidade e do interior.

As unidades de saúde foram decoradas com balões e laços amarelos, que simbolizam a campanha. 

De acordo com a secretaria de Saúde, o assunto será abordado em cada uma delas por meio de programações diferenciadas, que vão de palestras preventivas ao repasse de orientações feitas por profissionais especializados.

Levando em consideração o levantamento do Ministério da Saúde, que 32 brasileiros tiram a própria vida diariamente e, que muitos deles são de jovens, a intenção é discutir a importância da valorização da vida com pessoas de todas as faixas etárias.