Catarinense dá à luz em meio à passagem do furacão na Flórida

Uma família catarinense, de Criciúma, experimentou momentos de tensão em dobro no último domingo (10), quando o furacão Irma chegou à Flórida, causando destruição e mais de 60 mortes no país e na região do Caribe. 

Três semanas antes do previsto, Carol Sartor entrou em trabalho de parto e acabou dando à luz em meio à passagem do furacão.

A pequena Marina nasceu em meio a passagem do furacão Irma/Reprodução NSC
Assim que o furacão chegou, as contrações começaram. Por telefone, os bombeiros americanos haviam tinham dito que não iriam buscar a grávida porque era muito perigoso. 

Quando a família não esperava mais, o resgate apareceu.  O furacão ainda estava forte e já tinha feito estragos na cidade.

"Na hora que eles chegaram eu fiquei um pouco mais tranquila, ou menos desesperada. Na hora em que saímos na rua, mesmo no trabalho de parto, na dor, eu vi a situação: o vento, a chuva, todo mundo nervoso", conta Carol.

Mãe e filha já tiveram alta e passam bem/Reprodução NSC
O trajeto até o hospital é de apenas 2 quilômetros, mas eles levaram uma hora pra chegar. Havia muita árvore na estrada e o vento estava tão forte que quase virou o caminhão, conta a família. 

Carol deu à luz Marina apenas 20 minutos depois de chegar ao hospital.
Mãe e filha tiveram alta na terça-feira (12) e passam bem. 
Tecnologia do Blogger.