Vereador sugere aquisição de equipamento para pintura de faixa de pedestre em Canoinhas

Na sessão da última segunda-feira(28), o vereador Mário Erzinger (PR) solicitou que a Secretaria de Administração realize os estudos necessários para avaliar a possibilidade de aquisição de um equipamento utilizado na pintura de faixas de pedestres.


Lembrando que as boas ideias de outros municípios devem servir como exemplos, o edil relatou que o equipamento é utilizado em Porto União e tem apresentado resultados efetivos relacionados à rapidez do trabalho e conservação da pintura. 

Vereador Mario Erzinger
Divulgação
Coronel Mário também relatou que, em conversa com o diretor do Departamento de Trânsito de Canoinhas (Detracan), Dário Gravi Gonçalves, recebeu a informação de que o custo da mão de obra para a pintura manual de faixas de pedestres é de torno de R$500 mil. 

Já para adquirir a máquina específica para o serviço, é necessário um investimento de R$150 mil. Com o equipamento, o número de funcionários para realizar o serviço também diminui.
 “Lá em Porto União, apenas três pessoas do Departamento de Trânsito fazem toda essa parte da gestão de pintura de faixas”, afirmou. 

O edil Chico Mineiro (PR) parabenizou Coronel Mário pela indicação e lembrou que o trabalho manual também leva mais tempo, devido ao intenso movimento nas ruas. “Em duas noites esta máquina faz a pintura de faixas em toda a cidade”, alegou.

PREFERENCIAIS

Utilizando o cruzamento das ruas Paulo Ritzmann e Benjamin Constant como exemplo, o edil Coronel Mário Erzinger (PR) também solicitou ao Detracan a realização de estudos para que as intercessões por cruzamentos nas vias sinalizadas e pavimentadas possuam preferenciais num mesmo sentido de circulação. 

Segundo o edil, a mudança das preferenciais para ruas que não são de acesso rápido ou maior fluxo podem aumentar o risco de acidentes nos locais. 

“Tem que ser feito um estudo pelo Detracan para que se viabilize, a medida do possível, que esses cruzamentos sejam realizados dentro dos padrões técnicos”, afirmou.