Socorrista do SAMU encontra corpo em barranco e descobre que é seu próprio filho

Um socorrista do Samu, já em fim de turno, foi acionado para atender uma ocorrência e falou para a colega: "Se prepara que é feio. Conheço ali e é uma pedreira”. Quando chegou ao local, encontrou o corpo do próprio filho, caído em meio às pedras.

Ele fraturou duas vértebras, teve traumatismo craniano, tava inconsciente e gelado. Se tivesse mais frio, ele poderia ter morrido de hipotermia”, diz o socorrista de 48 anos.

Pai, atendente do Samu, acompanha recuperação do filho após ele ter traumatismo craniano e fraturado vértebras (Foto: Sérgio Alves/Arquivo pessoal)
Sérgio Alves trabalha como atendende do Samu de Jaborá, no oeste catarinense. Era perto das 7 horas da manhã e já estava deixando o plantão quando a equipe foi acionada. Haviam encontrado uma motocicleta caída em uma curva na estrada que liga Jaborá a Ouro. O trecho da rodovia está em obras e é cheio de pedras.

Chegando, Sérgio foi de encontro a um corpo em um barranco e a surpresa: era o filho que estava desacordado e, como ele mesmo relata, "gelado" pelo frio da madrugada. 

Os dois moram juntos, mas como Sérgio estava de plantão, não tinha ideia do quer havia ocorrido. Na verdade, o rapaz, de 19 anos, saiu da pista às 23 horas da quinta-feira (17) e passou todo esse tempo caído já que ninguém testemunhou o acidente. "Nunca vou me esquecer", disse Sérgio em entrevista a uma rádio local.

Cristian Dezavento Alves, de 19 anos, recebeu alta e foi para casa na tarde de terça-feira (22).

Rádio Rural AM 840