PM de Mallet é equipada com fuzis adquiridos com "vaquinha" de moradores

Para mudar aquela história de que bandidos tem armas melhores que os policiais e melhorar a sensação de insegurança, moradores da cidade de Mallet, região de Campos Gerais do Paraná, se reuniram para ajudar a Polícia Militar.

Fuzis tem mira holográfica e outros acessórios que poucas forças policiais tem.
Imagem: Captura de tela/RPC
Com uma "vaquinha', organizada pelos próprios moradores, eles conseguiram comprar dois fuzis novos e consertar uma viatura da PM.
O carro e as novas armas estão sendo utilizados no patrulhamento da cidade.

Em 2014, a população viveu uma situação de pânico, quando bandidos explodiram os caixas eletrônicos de uma agência bancária e os moradores ficaram sem serviços bancários por vários dias.

Agência bancária que foi alvo de bandidos em 2014.
O 1º Tenente Márcio Nogueira, relembra que a quadrilha estava fortemente armada e a força policial não tinha armamento para fazer frente a ação dos bandidos.
"Hoje nós temos armamento, e os policiais estão preparados, para fazer frente com munição do mesmo padrão que os marginais estão utilizando contra a equipe", afirma o tenente.

Imagem: Captura de tela/RPC
Com a "vaquinha" foram arrecadados mais de R$ 30 mil reais. Foram doações de moradores, empresários, do juiz e dos sócios do Clube de Tiro de Mallet.

Os fuzis adquiridos têm mira holográfica e outros acessórios que poucas forças policiais tem. Também foi consertado uma viatura do pelotão, que estava parada por problemas mecânicos.

Viatura que estava parada por problemas mecânicos e foi consertada.
O tenente da PM Márcio Nogueira comenta que a ajuda trouxe reforço no atendimento a ocorrências mais graves, como assalto a bancos, por exemplo.

A Secretaria da Segurança Pública do Paraná (SESP/PR) informou que apoia a iniciativa dos moradores, mas ressaltou que o governo do estado tem fornecido equipamentos e armamentos aos policiais.

Leia, na íntegra, a nota da SESP/PR

"A Secretaria da Segurança Pública vê com bons olhos esta "parceria" com a comunidade, por meio dos conselhos municipais, nas questões de segurança pública.
Entretanto, esta é uma atitude isolada e o Estado não está se furtando às suas obrigações de fornecer equipamentos e armamentos necessários às polícias, seja por meio de compras diretas ou parcerias.
Um exemplo disso são os recentes investimentos no valor de R$ 112 milhões para a Polícia Militar nos últimos dois anos.
O valor inclui coletes balísticos e armamentos, como metralhadoras, fuzis e pistolas Glock, utilizadas pelas principais polícias do mundo, como o FBI, além de viaturas (compradas e locadas).
Ao todo foram mais de 86 novas viaturas para a região, sendo 10 para o 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros e outras 76 para o 4º Comando Regional da Polícia Militar."
Matéria exibida por RPC/Ponta Grossa em 16/08/2017
Tecnologia do Blogger.