Crime brutal em SC. Mulher esfaqueada estava grávida de oito meses

A mulher que foi encontrada morta na manhã de quinta-feira (17), foi identificada como Alexandra Ramos, 36 anos, natural de Lages e moradora do bairro Caminho Novo, em Palhoça/SC.

Ela foi encontrada em uma trilha, no bairro Aririú, próximo às margens da BR-282, seminua e com ferimentos no rosto e no pescoço.
Os exames cadavéricos constaram seis ferimentos perfurantes na região do pescoço e rosto causados por faca, disse a PM.

O corpo foi encontrado em uma trilha, ao lado de um galpão da prefeitura./Divulgação
Os exames também apontaram que ela estava grávida de oito meses. O bebê também não resistiu e morreu.
Segundo a família, Alexandra estava grávida do 9º filho.

A investigação está em andamento na Delegacia de Investigações Criminais (DIC). A polícia não informou se já existe um suspeito de ter cometido o crime e qual a possível motivação.

Também na quinta-feira, por volta das 19h, um corpo de mulher foi encontrado em avançado estado de decomposição, em São José, na Grande Florianópolis. 
O cadáver estava em um terreno baldio, aos fundos de uma creche.

A vítima foi identificada como Hilora Mayra de Sousa, de 26 anos.Reprodução/Facebook
Segundo seus familiares, que fizeram o reconhecimento do cadáver, Hilora era usuária de drogas e estava desaparecida de casa há alguns dias. 

O pai da vítima confirmou aos policiais que ela costumava fazer programas sexuais em troca de dinheiro ou drogas.
A Polícia confirmou que Hilora já havia sido presa ao menos uma vez por crime de perturbação de sossego.

Conforme informações do Instituto Geral de Perícias, ela foi morta por estrangulamento.