Preso no Rio de Janeiro um dos "curadores" do jogo Baleia Azul

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou na manhã desta terça-feira (18) uma operação no RJ e em outros oito estados, contra o jogo da Baleia Azul.

Um suspeito foi preso na favela Nova Era, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Matheus Silva, de 23 anos, confessou aos policiais que era um dos "curadores" do jogo.

Matheus Silva, de 23 anos, confessou ser um dos curadores do jogo.
 Imagem: Polícia Civil/RJ-Divulgação

Um grupo de organizadores, chamados "curadores", propõe uma sequência de missões que envolvem isolamento social, automutilação e suicídio.

O jogo Baleia Azul não existe oficialmente – não há um site ou algo parecido.
É uma iniciativa de criminosos que usam as redes sociais para impor desafios macabros a crianças e adolescentes.

Algumas das vítimas, ao tentarem deixar o jogo, foram ameaçadas por essas pessoas.

Em coletiva, Polícia dá detalhes sobre operação no RJ e em outros oito estados contra o jogo da Baleia Azul. Imagem: Larissa Johnsson 

Sob comando da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), os agentes tentam cumprir 24 mandados de busca e apreensão no Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.
Havia apenas um mandado de prisão, que já foi cumprido no Rio de Janeiro.

Os policiais apreenderam telefones celulares e computadores em todos os estados onde a ação foi realizada.

Os agentes vão avaliar o material apreendido, que vai ajudar a identificar os outros curadores do Baleia Azul.

G1-Rio de Janeiro
Tecnologia do Blogger.