Por brincadeira, jovem fez teste de gravidez e descobriu que tem câncer raro

Foi durante uma brincadeira que o jovem estudante de enfermagem, de 18 anos, descobriu um câncer raro.

Estava sentindo dores nas costas, mas achavam que era por causa da academia. Comecei a sentir dores no peito e os médicos disseram que era para deixar de treinar e tomar analgésicos”, explica o estudante cearence, José Gerardo Soares Filho.


O problema é que os remédios já não faziam mais efeito e Gerardo começou a expelir sangue. “Achavam que era tuberculose. Depois disso, em fevereiro deste ano (2017), por brincadeira, peguei um teste de gravidez e urinei nele, mas só que deu positivo. 

Acharam muito estranho e as enfermeiras do meu curso pediram para fazer outros exames mais detalhados”, lembra o jovem.

Após vários exames, Gerardo foi diagnosticado com um tipo de câncer raro que se estendia até formar uma metástase no pulmão.

Esse tipo de câncer afeta homens jovens (de 15 a 35 anos de idade) e raramente mulheres. Geralmente não são muito grandes. Um dos sintomas é justamente a b-HCG sérica muito elevada - o mesmo hormônio, cuja dosagem sanguínea é amplamente utilizada como teste de gravidez.

Ajuda

Recentemente, familiares e amigos começaram uma campanha de arrecadação para que ele possa se submeter a uma cirurgia no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. O objetivo é juntar R$ 200 mil que cobririam os custos totais para o tratamento.

O orçamento apenas para o procedimento cirúrgico é R$ 98 mil, valor que não contempla a assistência médica, medicações, exames complementares e eventuais complicações durante o internamento hospitalar, além de passagens aéreas, inclusive para reavaliações médicas futuras.
Até o momento foi arrecadado cerca de 18 mil reais.


Tecnologia do Blogger.