Estudantes desenvolvem drone 'pega ladrão' para auxiliar Guarda Municipal

Adriano Bandeira, de 13 anos, e Gabriel dos Santos, de 12, cursam o 8º ano do ensino fundamental.

Nas aulas de montagem livre, da disciplina de robótica, os dois tiveram a ideia de criar um protótipo para tentar diminuir os índices de violência na cidade onde moram, Itapissuma, no Grande Recife.

O equipamento desenvolvido pelos estudantes vai auxiliar a Guarda Municipal em rondas.
 Imagem: Secom
A ideia foi levada à gestão municipal, que decidiu utilizar o sistema desenvolvido pelos estudantes no trabalho da Guarda Municipal.

O protótipo foi desenvolvido com kits lego e utiliza sensores, motores e câmeras para chegar a lugares de difícil acesso da cidade, tudo controlado por celular.

O drone será utilizado para monitorar áreas onde as viaturas não entram. Divulgação
Um dos professores do projeto, Vinícius Santiago explica que o protótipo de drone foi desenvolvido completamente pelos estudantes.

O equipamento pode ser controlado pelo bluetooth de um celular ou programado por um computador, com trajetos pré-estabelecidos e sensores ultrassônicos para desviar de obstáculos.

Adriano Bandeira, de 13 anos, e Gabriel dos Santos, de 12, desenvolveram o protótipo.
A Guarda Municipal da cidade participou nesta quinta-feira (27), ) de uma capacitação para utilizar drones em rondas e ações de segurança no município. 

Os equipamentos, previstos para entrar em funcionamento em 2018, e serão utilizados para o monitoramento de áreas mais complicadas de chegar com viaturas.