Carregador de celular foi a causa do incêndio em hotel de Santa Catarina

O laudo divulgado pelo Corpo de Bombeiros de Itajaí, na terça-feira (25) revelou que a causa do incêndio ocorrido em um hotel na cidade de Penha/SC, foi um carregador de celular 'pirata'.

O incêndio aconteceu em 8 de julho deste ano e as investigações apontaram que  o hóspede saiu pela manhã e deixou o carregador ligado na tomada, com o fio apoiado sobre o colchão da cama. 

Imagem: Corpo de Bombeiros / Divulgação
Teria iniciado ali o incêndio que danificou o quarto inteiro e, por pouco, não invadiu outras áreas do hotel.

Segundo os bombeiros, o carregador encontrado no local não tinha selo da ANATEL e possuía componente e circuitos simplórios, diferente de um equipamento original.

Além disso, muitas vezes fornecem correntes de energia inadequadas, causando choque, superaquecimento e curto circuito do carregador", diz o laudo divulgado.

Os bombeiros ainda disseram que o imóvel não estava totalmente regularizado e, portanto, ainda não tinha sistemas preventivos como detectores de fumaça dentro dos quartos. 
Um sistema hidráulico foi utilizado para conter o incêndio pelos bombeiros militares de Penha.

O prejuízo do hotel com o incêndio foi estimado em cerca de R$ 15 mil.