Vereadores querem solução para o problema de perícias médicas em Canoinhas


O problema de falta de médico que realize perícia na Agência da Previdência de Canoinhas, tem causado transtorno para quem precisa do atendimento.

Com isso, os pacientes precisam se deslocar a cidades próximas, como Porto União, Joinville ou Mafra, por exemplo. Mas o problema é maior, pois muitas pessoas acabam se deslocando a estes municípios, sem saber que precisam realizar o agendamento anteriormente.

Agência do INSS de Canoinhas não tem médico para realizar perícia- Divulgação
“Precisamos divulgar que antes de eles irem, precisam agendar pela internet, pelo fone 135 ou até mesmo no balcão do INSS de Canoinhas, com o atestado médico original em mãos”, explicou Norma Pereira (PSDB).

Os vereadores João Canani (PSB) e Ernani Junior (PSB), de Três Barras, foram até Brasília para, em contato com o Ministério da Previdência, tentar resolver a situação.

Para reforçar a solicitação, os vereadores de Canoinhas, na sessão de segunda-feira (12), também irão encaminhar o requerimento. Segundo Wilmar Sudoski (PSD), presidente da Casa, resolver este assunto é de extrema importância, pois “essa fila é enorme.”

Paulo Glinski (PSD), sugeriu ainda que os edis de Canoinhas mantenham contato com os de Três Barras para que o cenário seja modificado.

Também na segunda-feira (12), em sessão da Câmara de Vereadores de Três Barras, João Canani (PSB), utilizou a tribuna  para prestar contas da viagem que fez a Brasília e para informar aos colegas que na audiência que teve com o Diretor de Atendimento do INSS, Jobson Sales, o representante do Ministério da Previdência Social se comprometeu a solucionar o problema das perícias médicas na Agência de Canoinhas.

O vereador ainda afirmou que Jobson Sales explicou que o Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS – está passando por uma reformulação e integração do sistema, e que o atendimento ao cidadão deverá levar menos tempo nos próximos anos. 

Referente à questão de Canoinhas o diretor de atendimento se comprometeu a participar de uma reunião no município, na qual deve deliberar a respeito da questão: “e quando ele vier aqui nós vamos estar lá pra cobrar a solução”, prometeu Canani.

A reunião deve acontecer ainda no mês de junho, quando o diretor de atendimento tem agenda em Santa Catarina.