Falsos policiais ambientais foram presos em Canoinhas

Na manhã desta quinta-feira (29), a 3ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Canoinhas recebeu ligação de uma pessoa querendo mais informações sobre a doação em dinheiro que a Polícia Ambiental estava pedindo nas casas.


Essa suposta contribuição seria destinada a eventos e materiais para educação ambiental. Tais pessoas se identificavam como tenente e sargento Oliveira da Polícia Ambiental.

O policial que atendeu a ligação negou essa atitude por parte da Instituição Militar, pegando todas as informações possíveis para tentar localizar esses masculinos.

Diante dos fatos foi acionado a Agência de Inteligência da Polícia Militar do 3º Batalhão de Canoinhas, que com apoio das guarnições de rádio patrulhamento e do Pelotão de Patrulhamento Tático, abordaram na rua Vidal Ramos, centro de Canoinhas, o veículo Corsa Classic, com placas de Piraquara/PR.

Dentro do veículo estavam os quatro suspeitos de aplicarem o golpe. Durante busca veicular foi encontrado vários documentos do Jornal Impacto Ambiental, crachás da empresa Impacto Ambiental e dinheiro em espécie.
Os quatro, que fazem parte de uma quadrilha, foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Canoinhas para as devidas providências.

A quadrilha é do Estado do Paraná e vem aplicando golpes em Canoinhas e região, se passando por policiais ambientais. Pelo menos 40 pessoas já tinham caído no golpe.


A Polícia Militar Ambiental informa, que em hipótese alguma os policiais vão a residências e instituições pedindo contribuições em dinheiro. 
Em caso de suspeita ou dúvidas, ligue para 3627-4141.

Tecnologia do Blogger.