Começaram as audiências do caso de assassinato do prefeito de Piên, Loir Dreveck

Aconteceu na quarta-feira (28), no Fórum de Rio Negro/PR, a primeira audiência do caso do atentado e assassinato do prefeito eleito de Piên, Loir Dreveck, e de Genesio de Almeida, que ao que tudo indica, foi morto por engano.

Acusados do crime contra Loir Drececk chegam juntos ao fórum de Rio Negro

Os acusados, Gilberto Dranka, e o ex-presidente da câmara de vereadores, Leonides Maahs, chegaram no mesmo veículo da polícia para a audiência.

Também estão presentes Amilton Padilha, 29 anos,  apontado como atirador, e o Orvandir Arias Pedrini, 44 anos, que teria sido o intermediário entre o mandante e o assassino.


Após ouvir as partes, examinar laudos e documentos,  o juiz  decidirá se o caso vai a júri popular ou não.

O prefeito eleito de Piên, Loir Dreveck, foi morto no dia 17 de dezembro de 2017. A motivação do crime foi política.
As audiências seguem até sexta-feira (30).