Canoinhas terá uma cidade irmã na China


Iniciaram,  na semana passada, as tratativas para que Canoinhas tenha uma cidade irmã na China.

A partir da geminação de cidades é possível criar relações e mecanismos protocolares, essencialmente em nível econômico e cultural, por meio dos quais cidades de áreas geográficas ou políticas distintas estabelecem laços de cooperação. 

“A proposta é sermos irmãos de alguma cidade chinesa que tenha o perfil parecido com o nosso.
 Que adote a nossa cidade e vice-versa”, explica o gestor de desenvolvimento econômico de Canoinas,  Paulo Machado. 

A ideia é trocar experiência na área tecnológica e de investimento. “Almejamos receber, no futuro, algum investimento chinês, sim. Foi uma reunião inicial. Daqui para frente vamos estudar qual cidade tem o perfil parecido. 

O interessante é que foi aberto um canal de diálogo para que investidores da China conheçam as potencialidades dos nossos produtos e que no futuro possa ser firmada esta parceria de interesse comercial”, explica.

 O encontro foi intermediado pela Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) e aconteceu em Florianópolis.