"A bomba vai ficar com a PM" - diz vereador depois que Lei sobre consumo de álcool em vias públicas foi revogada


O Ministério Público determinou e os vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 68/2017, que revoga a Lei nº 4.666/10, que “dispõe sobre a proibição de consumo de bebida alcoólica em logradouros públicos e dá outras providências.”


 Paulo Glinski (PSD), afirmou que a Lei representava um grande ganho para a comunidade. “Quero deixar registrada minha tristeza com a obrigação de ter que fazer isso”, lastimou.

Também desfavorável, mas dando seu parecer devido à determinação, o edil Coronel Mário Erzinger (PR) lembrou que, enquanto comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, verificou a diminuição no índice de crimes cometidos na área central do município. “E quando falo crimes, não é somente a prevenção da ingestão de bebida alcoólica. Falo de homicídio”, alertou o vereador, que ainda demonstrou temer o que está por vir com a revogação do texto e destacou que “a bomba vai ficar com a PM.”


Wilmar Sudoski (PSD) concordou com os colegas e também destacou que, se não fosse a determinação do Ministério Público, que Câmara e Executivo receberam, não seria favorável. “Portanto teve que sair projeto revogando a lei anterior”, explicou.

Resumindo a história, agora está definitivamente liberado o consumo de bebida alcoólica em vias públicas de Canoinhas.
"Durma com um barulho desse".