Veneno de taturana causa a morte de idosa no oeste catarinense


A mulher, de 79 anos,  morreu após ter encostado em uma lagarta taturana. O acidente foi confirmado Gerência Regional de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Chapecó, que fez os levantamentos e pesquisa ambiental no local.


Taturana é um tipo de lagarta venenosa. O único tratamento possível para a intoxicação pelo veneno dessa taturana é o soro antilonômico.

O fato aconteceu ainda no início do mês, mas só agora foi divulgado, em uma cidade da área de abrangência da ADR. Nem o município e nem a identidade da vítima foram divulgados.

A Gerência de Saúde foi comunicada poucas horas após o acidente, com as equipes de investigação ambiental indo até o local e encontrando vestígios da lagarta.


Os sintomas apresentados pela vítima também coincidem com os provocados pela taturana.
O quadro da vítima evoluiu rápido e ela acabou falecendo alguns dias depois.

Sintomas

O primeiro sintoma ao contato com a lagarta é a ardência e dor no local, mas com o passar do tempo, conforme a evolução da toxina no organismo, pode evoluir para dores de cabeça, náuseas e vômitos, manchas pelo corpo e dores generalizadas.

Nos estágios mais graves, a pessoa começa a apresentar sangramentos no nariz e boca, e que podem evoluir para hemorragias mais severas.

Por isso a importância de procurar atendimento médico o mais rápido possível. Se for possível, e com cuidado, a orientação é que se tente levar um exemplar da lagarta com a qual ocorreu o contato para confirmação mais rápida do diagnóstico.

Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), é a primeira morte registrada em decorrência de picada de um animal peçonhento na região da ADR de Chapecó desde 2013.

Ainda de acordo com a Dive, Santa Catarina não registrava morte por contato com taturana desde 2012.

 O período em que há maior incidência das lagartas é entre os meses de novembro e maio, quando o clima está quente.

Diário do Iguaçu