Mulher descobre pelo Facebook que perdeu cartão com a senha anotada


Fato inusitado e que deu grande repercussão, aconteceu na quinta-feira (25), em Restinga Seca, na Região Central do Rio Grande do Sul.

Uma mulher descobriu, através da página de um jornal, no Facebook, que tinha perdido seu cartão bancário junto com um papel com a senha anotada.

Cartão foi deixado, junto com um bilhete, em uma estação de rádio da cidade 
Um desconhecido encontrou, fez uma compra e devolveu com um bilhete.
O bilhete, junto com o cartão, foi deixado embaixo da porta de uma rádio da cidade.

Nele,  a pessoa que o encontrou explica onde o documento estava e diz ter usado R$ 220 da conta bancária para comprar um "sacolão de comida", como uma "gratificação".

Veja o texto do bilhete:
  "Achei este cartão perto do Bar Nilsa. Foi Jesus quem botou no caminho. Como gratificação peguei R$ 220 e comprei um sacolão de comida.
Jesus te dá em dobro. A senha estava junto e botei fora." 
 A dona do cartão postou um comentário no Facebook, onde diz não se importar com o saque:

Que fique claro NÃO FOI ROUBO, o cartão foi perdido e nós os donos do cartão e do dinheiro , não consideramos a pessoa que encontrou o cartão na rua junto com a senha LADRA.
 Não sabemos á necessidade que está pessoa estava enfrentando... Nada é por acaso... está pessoa não é LADRA.
Talvez seus filhos estivessem passando fome... E está pessoa deve ser uma pessoa humilde e honesta pois poderia ter sacado um valor maior e não fez isto... então sem mimim.
Não julguem ... se coloquem no lugar desta pessoa... Boa noite.


O pai dela, o aposentado Omero Vargas da Silveira, conta que,  além de perdoar o uso do saque, ela quer ajudar ainda mais quem encontrou o cartão:  "Ela quer encontrar essa pessoa pra dar uma cesta básica para ela, porque se essa pessoa quisesse roubar, teria pegado tudo", diz o aposentado.

A dona da conta bancária havia deixado o cartão cair perto de um bar, mas só percebeu a perda quando viu a postagem na rede social, com o cartão e o bilhete.

A Polícia Civil considera furto a compra de R$ 220, e orienta as pessoas a nunca deixarem a senha junto com o documento bancário.

G1 RS

Tecnologia do Blogger.