Joinville - Troca de tiros, explosivos e armamento pesado.


Pela maneira como a Polícia Militar detalhou a ação que parou a BR-101 neste sábado (4) em Joinville, parecia um cenário de filme: criminosos trocando tiros com a polícia, carro com explosivos, bandidos com colete balístico, encapuzados e armas de diversos calibres como pistola, fuzil e calibre 12.

Pelo menos dez bandidos renderam os vigilantes de uma empresa de compressores por volta das 6 horas da manhã deste sábado (4).
A ação foi realizada utilizando dois veículos, um Chevrolet Vectra e um Ford Fusion.

Depois de explodir o caixa eletrônico do Bradesco, fugiram em direção à BR 101 sentido Norte, e pararam logo na entrada, às margens da rodovia, onde comparsas estavam à espera dentro de um Renault Megane para troca de veículo.

O grupo chegou a passar para o Megane quando uma viatura da polícia se aproximou e foi recepcionada com balas. Houve mais de 70 disparos.
Na troca de tiros. Policiais contaram que se abaixaram e evitaram ser atingidos.

Não deu tempo de transferir o conteúdo do porta-malas do Fusion para o Megane. O grupo fugiu deixando o Ford às margens da rodovia com a gaveta do dinheiro (cujo valor não foi informado pela polícia) e as mochilas com explosivos.

Os procedimentos para retirar os explosivos que estavam no carro abandonado às
margens da BR-101, KM 33, interromperam o tráfego no sentido Norte, gerando longas filas na rodovia durante toda a manhã.

O grupo conseguiu fugir e até o momento a polícia não divulgou se tem pistas sobre os suspeitos.

Imagens: Divulgação