Dia Mundial de Combate à Hanseníase em Três Barras


Em Três Barras a mobilização aconteceu na terça-feira, 31, durante palestra aos funcionários da empresa Ambitec Soluções Ambientais.

A última semana de janeiro é mundialmente dedicada à divulgação de ações sobre os sintomas da Hanseníase à sociedade e ao incentivo à procura dos serviços de públicos de saúde, em caso do surgimento de qualquer sinal da doença.

A enfermeira Kátia Reis, da Vigilância Epidemiológica, abordou o tema central “Diagnóstico Precoce da Hanseníase”, onde foram repassadas informações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o perfil epidemiológico no município de Três Barras, no Estado e no Brasil.

Segundo a enfermeira do programa Tuberculose/Hanseníase, também foram abordados assuntos como os tipos da doença (indeterminada, tuberculóide, dimorfa e virchowiana), formas clínicas (pausibacilar e multibacilar), laboratório de referência para a coleta e como é realizada, formas de tratamento e acompanhamento, plano integrado sobre a doença (2016/2020, conforme o Ministério da Saúde) e as referências no município e Estado, como a Vigilância Epidemiológica, Hospital Santa Tereza e Centro de Reabilitação Catarinense.

Fora a divulgação dos sintomas da doença e as formas de tratamento, a enfermeira Raquel Cunher Vieira, que responde interinamente pela secretaria de Saúde, disse que a busca pelo diagnóstico precoce e a defesa dos direitos das pessoas acometidas com a doença também foram objetivos da palestra. “O tratamento precoce previne tanto as lesões irreversíveis da hanseníase quanto a transmissão do agravo”, observou.

O Dia Mundial de Saúde é celebrado em 29 de janeiro. De acordo com pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) o Brasil é o segundo país com maior número de casos no mundo, atrás apenas da Índia. Em 2015 foram notificados 28 mil novos casos.

Assessoria/ Prefeitura Municipal de Três Barras