Policial usa teaser em homem com criança de colo


Chamou muito a atenção da opinião pública o caso do policial que deu um choque com uma taser, em um homem que estava com uma criança no colo.
O fato aconteceu no domingo (22) em Pomerode/SC e chamou a atenção depois que um vídeo foi publicado nas redes sociais.

A Polícia Militar de Santa Catarina divulgou hoje (26), nota em que esclarece a atitude tomada pelo policial e qual foi a realidade dos fatos.

Relembre o caso:

A PM compareceu ao local, chamada pela mãe da criança, de 3 anos, que relatou que o ex-marido invadiu seu apartamento (arrombou a porta) e levou o filho à força.

No momento em que a polícia chegou na residência, o ex-marido apareceu, dirigindo, com sinais de embriaguês, e bastante irritado questinou o porquê da PM estar no local.

Tendo se recusado a apresentar documentos pessoais e do veículo,  não acatando nenhuma determinação policial, e utizando a criança como escudo, a PM utilizou a taser para imobilizá-lo e retirar a criança sem que ela corresse o risco de ser lesionada, o que poderia acontecer, caso os policiais tentassem retira-la à força.

Mais tarde, já na delegacia, o homem concordou em realizar o teste do bafômetro, que constatou a quantidade 0,23 mg/l, que embora não alcance o limite definido para o crime de embriaguez ao volante (0,30 mg/l), deixa claro que conduzia o veículo com a criança dentro após fazer uso de bebida alcoólica.


Veja aqui o vídeo polêmico e dê sua opinião.