Cantora Loalwa, do grupo Kaoma, foi achada morta em carro incendiado


O fato aconteceu em Saquarema, região dos Lagos, no RJ.
Durante a madrugada, as 03h40m, os bombeiros receberam um chamado para atender um incêndio em uma pousada. Era a pousada de Loalwa, onde também ela morava.

Enquanto as equipes combatiam esse incêndio, receberam outro chamado: era um carro que pegava fogo, na estrada da Barreira, distrito de Bacaxá. Esse veículo era de Loalwa.

Quando os bombeiros chegaram, encontraram o corpo da cantora já carbonizado.

Além do carro, uma parte da pousada também foi queimada.
No momento do crime, não havia hóspedes no local. 

A perícia encontrou ainda um botijão de gás dentro do veículo onde estava o corpo de Loalwa.

Loalwa Braz era carioca, e na década de 80 foi vocalista do grupo de lambada Kaoma, que fez muito sucesso com a música Chorando de foi e com Dançando Lambada.

Suspeito é preso e confessa o crime


Segundo a Polícia Civil, ele trabalhava há 15 dias na pousada de Loalwa e confessou ter participado da morte da cantora com outros dois homens. Nesta tarde, o delegado esteve com ele na pousada para obter detalhes da ação do grupo.

Segundo a Polícia Civil, um disco da cantora, um HD, um vaso de cerâmica e uma faca foram apreendidos no local.

Logo após a notícia da morte de Loalwa, diversos fãs e amigos prestaram solidariedade nos comentários na última postagem da cantora na rede social.

"Como eu dancei com ela. Deixará saudades. Hoje temos ritmo, mas, infelizmente, não temos letra", disse um deles.